Salve Nanã Buruquê! Saluba Vovó!!!

 Salve Nanã Buruquê! Saluba Vovó!!! 

 
Em julho é comemorada Nanã Buruque, a mais velha de todos os Orixás. Ela domina o ponto de encontro entre a água e a terra. Senhora do barro, dos pântanos e manguezais. Ela é a base, o nascedouro da vida. É dela que fomos gerados e para ela voltaremos. 
Nanã caminha tranquilas por seus domínios. Brinca com os animais, amassa as raízes e tubérculos para comermos, para nos curar.
Que Nanã, nossa Vovozinha nos abençoe com sua paz e sabedoria.
 
Oração a preciosa Nanã Buruque
 
Minha Mãe Nanã, Senhora dos pântanos e das nascentes! Sua bênção, sempre!
Peço a vós a serenidade e a calma, diante das adversidades e obstáculos.
Peço a vós que comande e ordene meus pensamentos, para que meus pensamentos e decisões estejam conforme a tua energia.  Energia de amor, de equilíbrio, de maturidade.
Que todos os pensamentos negativos e que sejam contrários a tua energia, desapareçam de minha mente.
Que a minha razão esteja em equilíbrio para raciocinar e tomar decisões.
Que a minha razão reconheça o que de fato é bom e o que não é, para mim, minha vida e meus familiares.
Peço a Vós,  Vovó dos Orixás, maturidade e calma para esperar o momento certo de cada ação, de cada reação e de cada colheita. 
Me proteja, proteja minha família de todos aqueles que nos querem mal, nos proteja de todos aqueles que fazem rituais de magia para o mal, destruindo essas energias, e modificando essas energias em amor, em pleno juízo, em sabedoria e benevolência.
 
Saluba Nanã Buruquê!
Yalodê Minha Vozinha!