Elementais da Terra

 

GNOMOS
Elementais são seres etéreos que desenvolvem atividades energéticas nos elementos básicos presentes na natureza. Falaremos agora sobre as características mais importantes dos ELEMENTAIS da TERRA e seus regentes.
Os ELEMENTAIS da TERRA são os Gnomos, são responsáveis pela solidificação de todos os corpos, não só de animais como também de objetos. Tudo que é sólido possui uma correspondência energética com os Gnomos. Suas oferendas são normalmente a TERRA bruta (areia, argila, cascalho), PEDRAS e plantas.
Apesar das plantas possuírem ligação com todos os elementais, elas são normalmente consagradas ao elemento terra, em razão de sua proximidade.
Os Gnomos agem nos terremotos e vulcões para equilibrar os distúrbios dos poderes da terra. Em nosso corpo são responsáveis pelos ossos e sais minerais e possuem ligação também com as cartilagens, músculos e pele, sendo que essa ligação ocorre em conjunto com os ELEMENTAIS da água.
Os Signos de Touro, Capricórnio e Virgem são aqueles que se encontram sob a interferência do poder da terra. Normalmente as pessoas nascidas sob essas casas zodiacais apresentam temperamentos fortes, não gostam de mudanças bruscas, são perfeccionistas em suas atividades, são muito realistas e possuem forte tendência a vícios, principalmente alimentícios.
Todas as características desses signos estão diretamente relacionadas às características dos ELEMENTAIS da terra, tais ELEMENTAIS são possuidores do dom de controle sobre a ganância e como conseqüência é comum perceber que seus regidos não possuem esse controle. E é através da busca desse controle que podemos interagir com eles.
Algumas outras características provocadas pelo desequilíbrio do poder da TERRA são: a preguiça, susceptibilidade, a lentidão, a falta de consciência, a melancolia, a falta de regularidade. Ao vencer essas dificuldades, a interação com os ELEMENTAIS da TERRA torna-se mais fácil, porém quanto mais se busca, mais é exigido.
Existem certas características que aproximam os elementais: atenção, a perseverança, a escrupulosidade, a sistematização, a sobriedade, a pontualidade, o senso de responsabilidade. Através dessas qualidades o adepto alcança uma maior interação com os Gnomos.
O ‘Rei’ dos Gnomos se chama GHOB, a visão pagã mostra que esse ser é o responsável pela manutenção dos poderes da terra, e por isso acredita-se que ele viva no interior de grandes vulcões. Alguns tendem a acreditar que ele seja “A Torre Norte” invocada nos RITUAIS da Wicca, mas dificilmente tal entidade sairia de seu lar para rituais, pois sua função não é essa.
O símbolo mais comum é o triangulo duplo para baixo, que representa a TERRA que preenche o universo. Sendo o triangulo maior o universo e o menor a TERRA que cobre todo o “chão”. O segundo símbolo é comum nas escolas herméticas, corresponde ao Prithivi (princípio da terra) dos Tattwas da tradição indiana. Além desses existem outros símbolos menos conhecidos.
Nas invocações ELEMENTAIS é comum chamar os poderes da TERRA com nomes do tipo: Touros da Alvorada, Carneiros do Alvorecer, Ursos Negros e afins. Dentro das invocações os dirigentes ELEMENTAIS também aparecem, seguidos dos mistérios dos Elohins/Manes que são os nomes das sendas e respectivas torres.
Alguns locais/objetos que representam a TERRA e seus ELEMENTAIS ao AR livre são: Grandes árvores, grandes pedras, pilhas de pedras, afloramentos rochosos, formações calcárias, musgos, entradas de cavernas, estátuas, jardins, plantações ou campos, pastagens de animais, tocas de animais e similares.
Alguns locais/objetos que representam a TERRA e seus ELEMENTAIS em residências: Plantas, portas para animais, portas de porão, despensa, decorações de cristais, coleções de vidro, coleções de cerâmica, estátuas, vasos de barro, pequenas pedras, pote com terra.
O princípio da TERRA e seus ELEMENTAIS são invocados da direção norte devido à representação do norte estar intimamente ligada ao futuro e àquilo que podemos enxergar ao olhar para frente. Pela força da TERRA representar tudo aquilo que é fixo, o norte fica sempre a nossa frente, pois é fixo, visível.
As cores da TERRA são o marrom e o verde. Os animais são todos aqueles de grande força, como ursos, touros, carneiros, rinocerontes, búfalos e etc. Os DEUSES que regem o elemento TERRA são todos os DEUSES da Agricultura, da proteção, da família e da inocência.
Alguns seres mitológicos que correspondem ao elemento da TERRA são: Minotauro, Ninfas dos bosques, Dríades, Anões (do ponto de vista mitológico), Faunos, Amazonas e todos aqueles que possuem responsabilidades com a TERRA e a vegetação. É importante lembrar que para os povos antigos a mitologia não era uma lenda ou um conto e sim a história real dos seres que viviam entre eles, incluindo os Deuses.
Dentro da WICCA o Pantáculo é o instrumento que representa a TERRA no altar. A força gerada pela TERRA é direcionada aos poderes físicos e de criação. A Psicometria é o dom mais comum daqueles que evoluem sua interação com os ELEMENTAIS da terra.
A estação que corresponde à atuação mais presente dos Gnomos é o Outono, e nos nossos sentidos eles regem o tato. Quando alcançamos a vibração da terra, ficamos em um estado de Paz e devoção.
Terra
A sua aparência generalizada é descrita como pequenos “homenzinhos” verdes. As suas vestes são geralmente de folhas secas, têm um olhar fixo e penetrante.
Trabalham em conjunto para o crescimento fértil da Terra e ajudam todos os animais que necessitam de ajuda pelas florestas, conduzem todos os seres perdidos a encontrar os caminhos certos.
As características que podemos adquirir do elemento Terra são:
A produtividade, meticulosidade, calculismo, determinação, teimosia, espírito carinhoso, valentia, previsibilidade.
Qualidades de perseverança, administração, rigidez, estratégia e ortodoxia.
A Terra rege a fertilidade, o emprego, as promoções, os negócios, os investimentos, a agricultura, os alimentos saudáveis, as antiguidades e o progresso.
O dia da semana é Sábado e o seu ponto cardeal é o Norte.
A sua estação correspondente é o Inverno onde as folhas caem e fertilizam a Terra para mais tarde, na primavera os Elementares de ar espalharem sementes e gerarem novas “vidas” na Terra, o Inverno é o repouso.
O seu dia festivo no ano é 22 de Dezembro
A sua fase lunar é o quarto minguante.
O perfume associado a oferendas e a sua invocação é o sândalo.
RITUAIS MÁGICOS DOS DUENDES
Os duendes são criaturas comunicativas por natureza, muito amistosas e vivem em tribos que, nos hábitos, trajes, estrutura social e métodos de trabalho e diversão, em nada diferem dos homens. Trata-se de elementais ligados à terra, com a qual têm uma relação muito íntima,atuando como uma espécie de lavrador do sub solo e da superfície. Ao realizarem o cultivo de seus alimentos, os duendes realizam um trabalho de aeração e adubação das raízes em crescimento na floresta.Com a terra e tudo que nela existe baseiam seu modo de vida. É na terra que constroem suas cidades subterrâneas e é da terra que retiram alimentos, remédios, roupas e tudo o mais de que necessitam para viver.Um tanto arredios, têm mantido, no entanto, contado com seres humanos privilegiados.Relatos foram sendo compilados ao longo dos séculos, formando um painel que explica um pouco do seu modo de vida. Pouco se sabe sobre suas origens, mas muito já se sabe sobre suas práticas. Como seres da natureza, aprenderam a cultuá-la através de rituais complexos,que jamais foram explicados em sua totalidade. Outros rituais, no entanto, utilizados no seu diaa dia, foram sendo repassados aos humanos, formando um conjunto de conhecimentos que foi e está sendo usado para as mais diversas finalidades, como se verá em muitos Rituais Mágicos dos Duendes