A SAGRADA FINALIDADE DO ESPÍRITO

 1 – No Princípio só há o Princípio, a Essência Divina Onipresente, Onisciente e Onipotente, que em Si Mesma tudo Cria, Sustenta e Destina, porque Sua Vontade se revela através de Leis Eternas, Perfeitas e Imutáveis. Todos os conceitos humanos de um Deus individual, antropomórfico, como figura ou sujeito a formas, limitado a conceitos restritivos de Espaço e Tempo, e outros quaisquer, valem como produtos de insuficiência evolutiva. Com a evolução, certamente o Espírito-filho virá a conceber o Espírito-Pai de modo correto, ou como Divina Essência, que do imo de tudo e de todos a tudo preside e comanda. Quando o Espírito-filho chega a conceber assim o Espírito-Pai, sentindo, pois, a Divina Comunhão Interior, tudo se lhe tornará muito fácil, para a realização do Cristo Interno, que é o Divino Desiderato.

2 – Do Princípio sai a Luz, e da Luz surgem as energias primárias, para daí surgirem, pela mutação dos mesmos elementos, as energias secundárias e os elementos consecutivamente mais adensados ou condensados, qualificados como éter, substância, gás, vapor, líquido e sólido, porém em tudo prevalecendo a lei das escamas, o fato das suas subdivisões, pois em campo algum do que é e existe, deixa de se apresentar o fator transitivo. Portanto, espiritual e materialmente, importa considerar o problema das hierarquias quase infinitas.
3 – Sobre o Espírito-filho, importa considerar: a centelha espiritual; as coroas energéticas, em número de sete; um chacra ou centro de energia especificada em cada coroa; os elementos constituintes do perispírito, que indo dos mais rarefeitos aos mais grosseiros ou condensados, apresentam uma gama profundíssima; e, no encarnado, os gases, vapores, líquidos e sólidos do corpo físico.
4 – Suprema realidade é esta: a centelha desce ao mundo físico e organiza as coroas, até sete, quando se apresenta como um ser humano capaz de compreender o sentido Moral e Divino da Vida, pelo desenvolvimento intelectual, para começar, a seguir, a fase autocristificadora, pois quanto mais pelo AMOR e pela SABEDORIA se liga CONSCIENTEMENTE ao Princípio Criador, tanto mais vai diminuindo as coroas, de fora para dentro, até chegar a ser uma centelha divinizada, a refletir a divinização realizada, através de uma única coroa, que é a mesma Luz Divina, apenas com características individuais. Tudo se resume, para o Espírito-filho, em se fazer UNO COM O DIVINO PRINCÍPIO GERADOR, através do processo evolutivo. É assim que virá a ser Verbo Divino, ou do Eterno Princípio, participando da Divina Ubiquidade, vindo a ser parte da Divina Providência, no comando de Mundos e de Humanidades. Tal é a realidade sobre o Espírito-filho, porque assim o determina o Espírito-Pai, ao qual chamamos Deus, Sagrado Princípio etc.
5 – Em consequência da divinização interna, que nas iniciações toma o nome de autocristificação ou desabrochamento do Cristo Interno, vão-se iluminando cada vez mais as coroas, ou se elevando ao opalino cristal, até chegar a ser um corpo de Luz Divina, que faz tomar a forma que bem quiser, porém sempre de modo divinamente simples, perfeito, glorioso e moralmente poderoso. Esse é o Sagrado Objetivo da Vida, que excede, em quase tudo, por ora, ao entendimento humano. Mas, em vista da fase de maturidade, que se aproxima, o Céu manda informar, porque nunca falha em Sua Função, e para responsabilizar, pois crescer sem responsabilidade é impossível. Quem for inteligente, entenda.
6 – O Sagrado Princípio, ou Espírito-Pai, fornece ao Espírito-filho, a Origem Divina; o Processo Evolutivo, no seio dos Mundos e das Humanidades; a Sagrada Finalidade; a Lei ou Código de Conduta; o Divino Molde; a Revelação, ou comunicabilidade dos anjos, espíritos ou almas, para advertir, ilustrar e consolar. Depois de poder compreender o acima exposto, só se torna algoz de si mesmo aquele que não quer SABER, PENSAR, SENTIR E AGIR BEM. O mundo espiritual se divide em milhares de planos e subplanos, desde os lugares de pranto e ranger de dentes, até o Céu Crístico, e é pelas OBRAS que o Espírito-filho a um deles se conduzirá, quando desencarnar.
7 – Estas palavras são curtas, mas implacáveis: POR CIMA DA LEI DE CARMA NINGUÉM JAMAIS PASSARÁ, PORQUE POR CIMA DA LEI NINGUÉM JAMAIS PASSARÁ! Compreenda o Espírito-filho o PORQUÊ de ter em si mesmo o Reino de Deus, e de jamais vir este com mostras exteriores, como afirmará eternamente o Cristo Modelo. Ninguém espere a FISCALIZAÇÃO DE FORA... Procure saber, antes de mais nada, se está agindo de acordo com a Lei de Deus e a Divina Modelagem do Cristo.
8 – Fica bem lembrado: a ignorância, a indolência, a covardia e a hipocrisia jamais herdarão o Reino do Puro Espírito. Procurem, pois, os Espíritos-filhos, não usar essas coisas...
9 – A Doutrina do Caminho da Verdade Que Livra proclama: quem não procurar viver em termos de MORAL, AMOR, REVELAÇÃO, SABEDORIA E VIRTUDE, certamente virá a ser contado entre os cabritos, tendo que migrar para mundos inferiores.... Os lugares de pranto e ranger de dentes estão cheios de cientistas, filósofos e religiosos porque fora da DIVINA ORDEM MORAL nada se recomenda, nenhum serviço é digno de respeito...
10 – Passarão os cientismos, filosofismos e religiosismos humanos, mas a VERDADE, o AMOR e a VIRTUDE, jamais passarão!
AS COROAS ENERGÉTICAS E SUAS CORES
1 – Já foi dito que a centelha espiritual comanda o perispírito e o corpo físico, quando encarnada, através das coroas energéticas, em número de sete. Também já foi dito para que servem e como sofrerão modificações, em dimensões e colorações, durante o processo evolutivo. Apresentamos aqui o mapa policrômico, as cores das coroas, tal como poderão ser vistas por bons videntes ou psicômetras:
a) A primeira coroa a ser formada, nos primórdios evolutivos, é Luz Divina com características apenas individuais, tomando a tonalidade opalina cristal, porém muito contraída;
b) A segunda a se formar, nos milênios, é amarela brilhante;
c) A terceira a se formar é alaranjada, quase dourada;
d) A quarta a se formar é solferina ou roxa brilhante;
e) A quinta a se formar é azulina brilhante;
f) A sexta a se formar é verde brilhante;
g) A sétima a se formar é cinza muito clara.
Como é fácil notar, de dentro para fora perdem em hierarquia, e para dentro dá-se o inverso, e se explica, pois as exteriores devem tomar contato com os elementos cada vez mais grosseiros ou densos do perispírito, do corpo astral ou substancial, através dos quais comandará os elementos substanciais, gasosos, vaporosos, líquidos e sólidos do corpo físico. A passagem, de uma coroa para outra, e de uma cor para outra, é feita muito gradativamente, passando por matizes quase que inexplicáveis em linguagem humana. Se somarmos as escamas que formam a gama, com todo o rigor, teremos a explicação dos graus hierárquicos por que a centelha passará, até atingir o Grau de Uno ou Crístico, que é a chegada na eliminação de todas as coroas exteriores, restando a primeira, que é Luz Divina individuada, mas então divinamente dilatada, participando da Divina Ubiquidade da Luz Divina Essencial. Seria impossível descrever o que isso representa, para o Espírito-filho, em termos de Luz, Glória e Poder. Entretanto, todos lá chegarão, custe mais ou custe menos, porque para isso foi criado.
Tudo quanto represente crescer em VERDADE, AMOR e VIRTUDE, abrilhanta e aperfeiçoa as coroas, e por elas o perispírito, e por este o corpo físico, facilitando a subida autocristificadora, o desabrochamento do Cristo Interno. E tudo quanto represente transgressão da Lei de Deus, e da Divina Modelagem do Cristo, marcará dessimetrias, manchas escuras e deformações, que por sua vez virão a produzir doenças, aleijumes, dores etc. Enfim: fora da DIVINA ORDEM MORAL tudo serão ignorâncias, trevas e dores, com o retardamento da chegada ao Grau Crístico.
USANDO FRANCISCO DE ASSIS
“Porque surge nos horizontes históricos da Humanidade a fase de maturidade, com o cumprimento das profecias apocalípticas, eis que importa começar a pensar e agir em termos de Espírito e Verdade, deixando de lado tudo quanto represente formalismos e formulismos, nobiliarquias inventadas por homens e todo e qualquer argumento exteriorista. Que os filhos de Deus procurem manter os cérebros lúcidos e os corações amorosos, porque os rotulismos e conciliábulos cairão de podres. ”
Pai Divino, fazei que sejamos instrumentos de Vossa Paz, pelo fato de nos tornarmos instrumentos de Vossa Justiça e de Vosso Amor.
Que possamos semear a Certeza do Vosso Reino e a Renúncia ao reino do mundo, em nossos irmãos de jornada evolutiva, para que mais depressa realizem o Cristo Interno.
A Ti, Divino Molde Jesus, rogamos a oportunidade de virmos a ser veículos de Consolação, Compreensão e Amor, mais do que sermos consolados, compreendidos e amados.
Senhor Jesus, concedei-nos a oportunidade de bradar aos irmãos de jornada evolutiva, que a Doutrina do Pai, da qual foste Divino Transmissor, é Moral, Amor, Revelação, Sabedoria e Virtude, pairando acima e fora de religiosismos e sectarismos inventados por homens.
Que todos aprendam, Senhor Jesus, que é dando que se recebe, perdoando que se é perdoado, e que é desencarnando que se retorna aos Planos de Luz e de Glória, se fizermos por merecê-los.
Senhor Jesus, Tu que levaste de vencida o reino do mundo, escudado no Divino Poder da VERDADE, do AMOR e da VIRTUDE, infunde nas almas o sentimento de que são centelhas Divinas, que em si mesmas portam o Reino de Deus, Reino que jamais virá com mostras exteriores.
E que, assim conhecendo, pensando, sentindo e agindo, se esforcem a bem da conduta a mais fraterna, fora da qual ninguém se ligará a Deus, a Divina Essência Criadora, Onipotente, Onisciente e Onipresente.
Senhor Jesus, fazei que Tuas Legiões de Espíritos da Verdade, dispondo de Poderes e de Autoridade, venham a socorrer, em todos os Planos da Vida, aos que se fizerem dignos do Amparo Divino.
ORAÇÃO CRÍSTICA
Sagrado Princípio do Universo, que em Ti mesmo crias, sustentas e destinas. Senhor do Infinito, das Leis, das vidas e das virtudes.
Sagrada Causa Primária, onde tudo é, movimenta e atinge a finalidade.
Pai Divino, Tu que és o Alicerce, o Esteio, a Luz e a Glória, guia nossos passos, para que a Lei seja o nosso Caminho, para que o Amor seja o nosso Pão Eterno, para que a Graça seja a nossa Consolação Imperecível.
Deus e Pai Nosso, que nos enviaste o Cristo Modelo, a fim de Batizar em Revelação. A Ti rogamos, Senhor, que ela se estenda sobre a Terra, porque, sendo ela a Tua Palavra, a todos advirta, ilustre e console.
Pai Santo, enche a Terra de verdadeiros e bons profetas ou médiuns, para que todos saibam das leis de Essência, Existência, Movimento, Imortalidade, Evolução, Responsabilidade, Reencarnação, Revelação, Habitação Cósmica e Sagrada Finalidade a ser atingida.
Sagrado Princípio, faze que Teus Santos Espíritos Mensageiros infundam estes conhecimentos: que a Moral harmoniza e dignifica; que o Amor sublima e diviniza; que a Revelação adverte, ilustra e consola; que a Sabedoria confere autoridade; e que a Virtude sintetiza a união com a Tua Divina Vontade.
Princípio Sem Fim do Cosmos, impele-nos ao Conhecimento Perfeito, para que possamos saber certo, pensar bem, sentir amorosamente e praticar divinamente.
Como Tu és Espírito e Verdade, querendo que assim venham a se tornar os Teus filhos, a Ti rogamos, Pai Divino, as necessárias oportunidades de trabalho.
Afasta-nos, Senhor, de todas as idolatrias.
Livra-nos, Pai Santo, das tentações do mundo.
Dá-nos, Senhor, a força de lutar contra a iniquidade.
Atrai-nos, Senhor, ao Reino da Verdade, do Amor e da Virtude, Reino que estando no seio dos mundos, das formas e das transições, está entretanto acima de mundos, formas e transições.
Dá-nos, Pai Divino, a Consciência da Unidade, a fim de que possamos sentir e viver as Harmonias do Infinito; e que, assim sendo, ó Pai Santo, venhamos a transformar a Terra na Jerusalém Celestial, Reino de Paz e Ventura, alijando para sempre, do mundo, a ignorância, a treva e a dor.
O PAI NOSSO DA MATURIDADE
Pai Nosso, que sois o Céu, Espírito e Verdade e estais no imo de tudo e de todos.
Vosso nome é Santo, e por si mesmo o é, e Vossos filhos assim reconhecerão, porque a evolução a isso os conduzirá.
Vosso Reino é de Verdade, Amor e Virtude, e todos o realizarão no seu íntimo, por suas obras, pois não virá com mostras exteriores.
Vossa Vontade será feita, e Vossos filhos virão a ser Espírito e Verdade.
O Vosso Pão representa todas as Graças, e todas as graças rendemos, procurando distribuí-las aos nossos irmãos.
No Conhecimento, na Certeza e na Bondade, perdoar-nos-emos mutuamente e transformaremos a Terra na Apocalíptica Jerusalém Celestial, onde não haverá ignorantes, trevosos e sofredores.
Por serem Vossos o Reino, o Poder e a Glória, assim acontecerá, consoante anunciastes através dos profetas, Vossos servos.